Dias 19 e 20 de outubro de 2016

A- A A+
Contraste da página
Assista vídeos do seminário - clique aqui
Alvaro Marchesi

Catedrático de Psicologia Evolutiva e de Educação da Universidade Complutense de Madri. Foi Secretário de Estado de Educação no Ministério de Educação da Espanha e Secretario Geral da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI).

Alguns de seus livros publicados no Brasil (ARTMED) são:

- Qualidade do ensino em tempos de mudança
- Fracasso escolar. Uma perspectiva multicultural.
- O que será de nós, os maus alunos?
- O bem-estar dos professores

Aníbal Bubu Ramos

DIRETOR DO INSTITUTO DEPARTAMENTAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA INDÍGENA COMUNITÁRIA – IDEBIC

Reconhecido por fundar e dirigir de forma bem-sucedida o Instituto Departamental de Educação Básica Indígena Comunitária nas montanhas de Florida, Valle del Cauca. Em 1990, junto com um grupo da comunidade indígena Nasa, conseguiu que o Governo de Valle del Cauca e a Prefeitura de Florida comprassem um terreno para a construção da escola que teria um enfoque étnico. Conseguiu oferecer às crianças indígenas Nasa e Emberás, que não tinham nenhuma instituição educacional próxima, um colégio com educação de qualidade e que respeita as cosmovisões de suas comunidades. Diferentemente das crianças de sua comunidade e de seus irmãos, Aníbal estudou até o quinto ano do ensino fundamental. Aos 20 anos, decidiu voltar a estudar. Concluiu o ensino médio aos 31 anos e, aos 35, formou-se em Ciências Sociais. Desde então, envida incansáveis esforços para levar à sua comunidade uma educação de qualidade e com enfoque étnico. Recebeu o prêmio Compartir al Maestro como o melhor diretor da Colômbia em 2013.

Anna Penido

Diretora do Inspirare. Jornalista formada pela UFBA, com especialização em Direitos Humanos pela Universidade de Columbia e em Gestão Social para o Desenvolvimento pela UFBA.

Em 2011, participou do programa Advanced Leadership Initiative da Universidade de Harvard.

Trabalhou como repórter para o jornal Correio da Bahia e para as revistas Veja Bahia e Vogue. Integrou as equipes da Fundação Odebrecht e do Liceu de Artes e Ofícios da Bahia. Fundou e dirigiu a CIPÓ – Comunicação Interativa. Coordenou o escritório do UNICEF para os Estados de São Paulo e Minas Gerais.

É fellow Ashoka Empreendedores Sociais.

Antonio Carlos Caruso Ronca

-Mestre e Doutor em Educação - Psicologia da Educação pela PUC/SP
- Professor titular da Faculdade de Educação da PUC/SP
- Reitor da PUC/SP de 1993 a 2004
- Presidente do Conselho Nacional de Educação de 2010 a 2012.

María de los Ángeles González (Chiqui González)

Advogada especialista em Direito de Família (Faculdade de Direito e Ciências Políticas da UNR) com título de Doutora Honoris Causa (Universidade de Aberdeen, na Escócia), concedido em dezembro de 2012 por sua colaboração à educação e aos direitos humanos. Diretora de teatro com vasta produção como atriz, diretora e dramaturga dentro e fora do país. Roteirista. Docente titular da cadeira de Projeto de Imagem e Som da Universidade de Buenos Aires, Argentina, em Teoria e Estética das Mídias e Direção de Atores no cinema. Ministra de Inovação e Cultura do Governo da Província de Santa Fé, Argentina. Palestrante nacional e internacional sobre experiências de Políticas para a Criança, Gestão e Inovação Cultural e assuntos relacionados ao trabalho cultural em diversos países latino-americanos e europeus. Criadora do “Tríptico de la Infancia” de Rosário, na Argentina, formado pelos espaços Granja de la Infancia, Jardín de los Niños e Isla de los Inventos. Representante do Governo de Santa Fé na Associação de Televisões Educativas e Culturais Ibero-americanas. Alfabetização mediática e produção de conteúdos. Criadora de conteúdo da televisão pública da Província de Santa Fé “La Señal”.

Daniel Cara

É doutorando em Educação (Universidade de São Paulo – USP), mestre em Ciência Política (USP) e bacharel em Ciências Sociais (USP). Atualmente é coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação (desde 2006).

É membro titular do Fórum Nacional de Educação (desde 2010) e é membro do Conselho Universitário da Unifesp (desde 2015). Foi membro da direção da Campanha Global pela Educação (2007-2011) e do Comitê Diretivo da Campanha Latino-americana pelo Direito à Educação (2009-2012).

Foi coordenador dos eixos de gestão, financiamento e controle social nas conferências nacionais de educação: Coneb (2008), Conae (2010), e Conae (2014). Em 2015, foi delegado oficial brasileiro no Fórum Mundial de Educação (UNESCO/ONU – Incheon, Coreia do Sul).

É blogueiro do UOL (Grupo Folha). E foi vencedor do Prêmio Darcy Ribeiro 2015, concedido pela Câmara dos Deputados, em nome do Congresso Nacional.

Flávia Oliveira

Colunista do jornal “O Globo” e comentarista de economia da “GloboNews. É jornalista formada na Universidade Federal Fluminense (UFF), técnica em estatística pela Escola Nacional de Ciências Estatísticas (Ence). A carreira na imprensa começou em 1992, como repórter no “Jornal do Commércio”. No jornal “O Globo”, trabalha desde 1994. Foi interina da coluna “Panorama Econômico”, da jornalista Miriam Leitão (2001-2006). De 2006 a 2014, foi titular da coluna “Negócios & Cia”. Hoje, é titular de uma coluna sobre temas sociais, publicada às quintas-feiras no “Segundo Caderno”. É comentarista do "Estúdio i" desde 2008, ano de estreia do telejornal da “GloboNews”. Por dois anos (2011-2013), foi comentarista do “Bom Dia Rio”, da “TV Globo”. Em 2016, apresentou cinco edições do programa “Espelho”, de Lázaro Ramos no “Canal Brasil”. Participou como comentarista de economia e comportamento da reedição do “TV Mulher”, apresentado por Marília Gabriela, no “Canal Viva”. Ganhou o Prêmio Jornalismo para Tolerância 2003, da Federação Internacional de Jornalistas, pela coedição do suplemento A Cor do Brasil, sobre desigualdade racial; o Prêmio Elizabeth Neuffer da Associação dos Correspondentes da ONU por reportagens sobre o Índice de Desenvolvimento Humano. Liderou a equipe que ganhou o Prêmio Esso de Melhor Contribuição à Imprensa, pela série Retratos do Rio, com dez cadernos especiais sobre o primeiro relatório de desenvolvimento humano produzido pela ONU para uma cidade (2001). A convite da prefeitura, integra desde 2011 o Conselho da Cidade do Rio de Janeiro, que debate o plano estratégico do município. É membro dos conselhos consultivos na Anistia Internacional Brasil e da ONG Uma Gota no Oceano.

Grace Luciana Pereira

Psicóloga e pedagoga, Pós graduada em Administração de Empresas e em Violência Domestica. Com ampla experiência em formação continuada de professores. É responsável pela Divisão de Incremento ao Ensino na Secretaria de Educação de São Bernardo do Campo (SP), que desenvolve entre as diversas ações, o Programa Tempo de Escola, iniciativa de Educação Integral, bem como, ações de Tecnologia da Informação e das Bibliotecas Interativas Escolares do município. Coordena as questões culturais e artísticas, e ainda atividades e projetos referentes às leis 10.639/03 e 11.645/08. É idealizadora do Projeto Tempo de Sustentabilidade.

Helena Singer

É Diretora de Ações Estratégicas e Inovação do Departamento Nacional do SESC. Doutora em Sociologia pela Universidade de São Paulo (2000), com especialização em Sociologia dos Conflitos pela Universidade da Pensilvânia e pós-doutorado pelo Laboratório de Estudos e Pesquisas sobre Ensino e Diversidade da Universidade Estadual de Campinas (LEPED-Unicamp). Foi Assessora Especial do Ministro da Educação Renato Janine Ribeiro (2015) e diretora da Associação Cidade Escola Aprendiz (2008-2015). É autora de República de Crianças: Sobre Experiências Escolares de Resistência (Mercado de Letras, 2010), organizadora de Territórios Educativos: Experiências em Diálogo com o Bairro-escola, entre outros livros e artigos sobre educação e direitos humanos publicados no Brasil e no exterior.

Heloisa Starling

Professora Titular de História do Brasil da Universidade Federal de Minas Gerais. Autora dos livros Os senhores das gerais: os novos inconfidentes e o golpe de 1964, Lembranças do Brasil — Teoria política, história e ficção em Grande Sertão: veredas e Uma pátria para todos: Chico Buarque e as raízes do Brasil. Co-autora do livro Brasil: uma biografia. Bolsista de Produtividade 1D do CNPq; Bolsista Pesquisador Mineiro FAPEMIG; Coordenadora do Projeto República: núcleo de pesquisa, documentação e memória da UFMG.

Lilia Moritz Schwarcz

Lilia Moritz Schwarcz, nasceu em 1957, é professora titular do Departamento de Antropologia da Universidade de São Paulo (USP) e global scholar na Universidade de Princeton. É autora de O espetáculo das raças (1993), As barbas do imperados (1998), O Sol do Brasil (2008), Brasil: uma biografia (2015), entre outros livros.

Lucia Gomes Dellagnelo

Diretora presidente do Centro de Inovação para a Educação Brasileira - CIEB, é Doutora e Mestre em Educação pela Universidade de Harvard. Foi Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável em Santa Catarina onde criou o Cluster de Inovação na Educação. É fundadora e Presidente do Conselho do ICom- Instituto Comunitário Grande Florianópolis. Atua como consultora de organizações nacionais e internacionais na área de educação e desenvolvimento territorial.

Luiza Coppieters

Luiza Coppieters é professora de filosofia há 16 anos. Formada pela Universidade de São Paulo (USP), defende uma educação pública, gratuita e de qualidade. Como militante do movimento feminista e do movimento de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT), Luiza participa de discussões sobre gênero e feminismo – tanto nos espaços acadêmicos quanto nas periferias. Foi eleita pelo segmento de mulheres transexuais para o Conselho Municipal de Políticas LGBT da cidade de São Paulo.

Macaé Maria Evaristo dos Santos

Graduada em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1990). Mestrado em Educação pela Faculdade de Educação - FAE/ Universidade Federal de Minas Gerais (2006). Professora da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte desde 1984, onde atuou na coordenação e direção de escola pública. Atuou como Gerente de Coordenação da Política Pedagógica, Secretária Adjunta e Secretária Municipal de Educação, no período de 2004 a 2012. Foi professora do Curso de Magistério Intercultural Indígena e coordenou o Programa de Implantação de Escolas Indígenas de Minas Gerais no período de 1997 a 2003. Atuou como Secretária de Alfabetização, Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação (2013-2014). Atualmente é Secretária de Estado de Educação de Minas Gerais. Atua principalmente nos seguintes temas: política educacional, movimentos sociais, inclusão e pluralidade cultural.

Maria Alice Setubal (Neca Setubal)

Socióloga, doutora em Psicologia da Educação pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) e mestre em Ciência Política pela USP (Universidade de São Paulo. Autora de diversos livros e artigos para revistas e jornais. Foi Coordenadora de Educação para América Latina e Caribe pelo Unicef. Atualmente é Presidente do Conselho de Administração do CENPEC (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária) e da Fundação Tide Setubal.

Maria Antônia Goulart

Bacharel em Direito pela UNB. Experiência na gestão pública como secretária municipal de Nova Iguaçu/RJ, responsável pela concepção e implementação do programa intersetorial de educação integral Bairro-Escola no periodo de 2005 a 2010. Integrante do Grupo de Trabalho do MEC de Inovação e criatividade na educação básica e do centro de referências em educação integral. Co-fundadora do Movimento Down. Fundadora e gestora do Espaço Colaborativo Ponto Comum e do Lab Comum, laboratório maker responsável pela produção de recursos e estratégias educativas em desenho universal e formação de educadores para a educação integral inclusiva e sustentável.

Paulo Dutra

Graduado em Agronomia e em Licenciatura Plena em Física pela Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE, é especialista em Gestão Escolar pela Faculdade Frassinetti do Recife – FAFIRE e Mestre em Gestão e Avaliação da Educação Pública pela Universidade Federal de Juiz de Fora – UFMG. Atualmente é Secretário Executivo de Educação Profissional da Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco e Conselheiro Titular do Conselho Estadual de Educação de Pernambuco, onde atua como presidente da Câmara de Educação Superior. Foi professor de Física e diretor de várias escolas da Rede Estadual; lecionou também na Universidade de Pernambuco e na Faculdade Santa Paula Frassinetti - FAFIRE. Foi selecionado como Gerente da Gerência Regional de Educação da Recife Norte e posteriormente assumiu a Secretaria Executiva de Educação Profissional do Estado, onde implantou e implementou as Políticas Públicas de Educação Integral e Profissional de Pernambuco, cargo que continua exercendo, destacando-se como um gestor articulador e estratégico. Sua história profissional, como professor e gestor público, está atrelada e contextualizada a essas importantes mudanças e melhorias dos Índices Educacionais na Política do Ensino Médio do Estado. E um pouco dessa história pode ser encontrada em seu livro, publicado pela editora UFPE em 2014, cujo título é: Educação Integral no Estado de Pernambuco: Uma Política Pública para o Ensino Médio.

Rogerio Junqueira

Possui graduação em Comunicação pela Universidade de Brasília (1990) e doutorado em Sociologia das Instituições Jurídicas e Políticas pelas Università degli Studi di Milano e Macerata (Itália,1998). Integra o quadro permanente de Pesquisadores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Dedica-se a pesquisas sobre educação escolar, avaliações educacionais e direitos humanos, com ênfase nos temas do direito à educação, diversidade, direito à diferença, gênero, sexualidade, deficiência, racismo e cotidiano escolar. Possui livros, artigos e outros escritos publicados, entre os quais a coletânea "Diversidade sexual na educação: problematizações sobre homofobia nas escolas", da Coleção Educação para Todos, da Unesco (2009).

Samira Zaidan

Graduada em Matemática, possui doutorado (2001) em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-doutorado na área da Educação na Universidade de São Paulo. Atualmente é professora associada da UFMG, na Faculdade de Educação. Tem experiência como professora de Matemática na educação básica e atua como professora no curso de Licenciatura em Matemática, colaborando com a Licenciatura em Educação do Campo e Pedagogia. Desenvolve estudos e pesquisas no âmbito da educação matemática nos seguintes temas: formação docente, prática pedagógica, currículo e educação básica.